ÍNDIA TEM A SUA PRIMEIRA OFICIAL DE POLÍCIA TRANSEXUAL NO PAÍS

0
201
FIGURINOS 1 (7)O ano de 2015 tem sido um ano de muita visibilidade positiva para comunidade de Transexuais, Travestis e Hijras da Índia. K Prithika Yashini acaba de se tornar a primeira Transexual, sub-inspetora da Índia para a força policial no sul do estado de Tamil Nadu.
Depois de uma luta longa, os juízes deram o aval, o impacto social de tal recrutamento não pode ser perdido de vista, uma vez que dão força para toda essa população. Deverá ter outros recrutamentos para essa população nesse país.
Nascida na cidade de Salem, em Tamil Nadu, ela realizou a cirurgia de redesignação de sexo com o apoio de ONGs locais em 2011. Em 2013, ela conseguiu mudar sua documentação conforme seu nome compatível a sua identidade de gênero. No entanto, em fevereiro deste ano, quando ela se candidatou para o cargo de sub-inspectora, seu pedido foi indeferido com o fundamento de que seu nome não corresponde ao nome de nascimento, mencionado em seus certificados de ensino.
Yashini entrou com uma petição ao Tribunal Superior de Madras, e ela foi autorizada a participar do processo seletivo para o exame escrito. Ela completou o processo de recrutamento, mas foi desclassificada durante o teste de resistência física, assim colocando o sonho de Yashini de se tornar uma policial.
Os juízes do Tribunal Superior Madras enfatizou sobre a discriminação sofrida por por toda essa população na Índia, acrescentando que eles esperavam Yashini, iria trabalhar com muita “dedicação e empenho para promover a causa da outras Transexuais, Travestis e Hijras”.
Pessoas Trans, enfrentam discriminação e assédio considerável na Índia,  em um marco histórico o julgamento no ano passado, a Suprema Corte da Índia reconheceu o terceiro estado do gênero (terceiro sexo), e pediu ao governo Central para tratá-las como social e economicamente. O julgamento de hoje é um passo à frente.
Com informações: MundoT Girls