DZI CROQUETTES GANHA PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DE NANY PEOPLE EM SP

0
354

Se já vale muito a pena conferir o espetáculo Dzi Croquettes, imagina com participações especiais como LINIKER, no dia 01 quarta-feira e Nany People na quinta 02.

Em uma temporada histórica, que comemora os 45 anos da trupe, Dzi Croquettes retorna à São Paulo em curta temporada!

As comemorações se completam com a reestreia do espetáculo “Dzi Croquettes” no Teatro Augusta, com uma nova geração de bailarinos/cantores/atores dividindo o palco com o seu diretor Ciro Barcellos que representa em cena a formação original do Dzi Croquettes.

Elaborado com vigor físico e humor peculiar aos Dzi Croquettes, o espetáculo mantém o forte apelo da dança como outrora, quando o coreógrafo norte-americano Lennie Dale liderava o grupo. Mixando coreografias em ritmos como jazz, bossa nova, samba, flamenco, bolero, tango, ainda abrindo espaço para passos de Le Parkour e Wacking, o grupo constrói uma versão pop do Teatro Musical Brasileiro também sustentado por uma trilha de sonoridade eletrônica.

São Paulo foi muito importante na trajetória do Dzi Croquettes. O conjunto criou, em 1972, o espetáculo Gente Computada Igual a Você, levado para São Paulo na casa noturna TonTon. Transferida para o Teatro 13 de Maio, na Bela Vista, fez enorme sucesso. Na equipe criadora do espetáculo estavam o coreógrafo Lennie Dale, o autor Wagner Ribeiro de Souza, e os atores/bailarinos Cláudio Gaya, Cláudio Tovar, Ciro Barcelos, Reginaldo di Poly, Bayard Tonelli, Rogério di Poly, Paulo Bacellar, Benedictus Lacerda, Carlinhos Machado e Eloy Simões. Exilados do Brasil pela ditadura militar, os Dzi Croquettes conhecem a consagração internacional em 1973 e 1974, fazendo longas temporadas nos teatros de Paris.

EXPO DZI 45 ANOS*

A exposição no Teatro Augusta mostra um pouco da trajetória do grupo de teatro Dzi Croquettes, que celebra 45 anos de história. #DZI45ANOSmostra fotos do acervo pessoal do Dzi, feitas no auge da carreira do grupo e que somente agora estão sendo exibidas ao público paulistano. A mostra traz dezenas de fotos de peças e bastidores, além de figurinos originais e cartazes produzidos pelo Dzi Claudio Tovar. No mesmo espírito da peça, a exposição procura trazer a atmosfera libertária que o grupo instaurou em meio à ditadura militar.

SERVIÇO

Apresentações: quartas e quintas até 23/02

Horário: 21h às 23h

Teatro: Teatro Augusta – Rua augusta, 943

Estacionamento pago no local

Classificação: 14 anos

PREÇO: Inteira: R$ 80,00 Meia entrada: R$ 40,00

Realização:

ARTE-SE – Estúdio Ciro Barcelos e Miraklo Produções

Com informações Assessoria de imprensa