CHÁ DAS QUINTAS – MISS YASMIN RAVELLY

0
344

Tati:Prazer enorme ter você aqui comigo no Chá das Quintas e vamos ao que interessa: Família Ravelly. Quando uma filha sua desfila e não se dá tão bem, você aceita ou luta mesmo para ela ser melhor colocada?

Yasmin: Bem, dependendo do empenho e da clareza junto ao público há resultados absurdos, no qual se a credibilidade do evento não for justa eu brigo sim, discuto, bato boca, fico chateada ao ponto de perder o sono, mas se uma menina sobe usando meu nome e não se prepara nos mínimos detalhes mando ela se calar se preparar melhor e quem sabe uma possível nova tentativa. Até aponto os erros cometidos, hoje estou bem mais tranquila quanto aos resultados de concurso, pois acho a comissão julgadora totalmente muitas vezes despreparada pois muitos nem mesmo sabe se vestir e muitos vivem preso ao passado.

T:Você é militante da causa travesti. O que tem sido feito de fato para a redução da criminalidade e mortes das travestis? O que pode ser feito para sermos vistas, também me incluindo na categoria, de forma menos pejorativa?

Y: Eu acho que hoje temos mais voz, mas acho que essa voz deveria se tornar gritos porque estamos falando baixo demais. Há alguns anos eu gritei e pedi aos coordenadores mais apoio, eles fingiam ser surdos e daí eu vi que sozinha não dava jeito, hoje vejo o caso da querida Dandara receber uma repercussão grande, mas visto que o crime não foi desvendado pois os próprios autores fizeram questão de expor o crime e então não teve um esclarecimento e a polícia fez sua obrigação, já que tudo foi filmado… Já no caso da Erica Isidoro estamos ainda esperando. Nós devemos nos dar ao respeito para quer haja maior e melhor visibilidade da sociedade e das autoridades. Para que nos vejam como seres humanos capacitados a tudo tipo de trabalho. É dando respeito que receberemos respeito também, porque nem tudo é preconceito.

T:Você é uma Miss Ceará, eu também sou e assim como eu vocês se orgulha muito desse título. Quais as suas impressões do nível das candidatas ao título de 2018 e do próprio evento Miss Gay Ceará em geral?

Y: Na minha época se lutava muito por essa faixa que pra min é a mais linda do meu estado, o evento é aberto a todos grandiosos trajes, hoje vejo essa seleção e não gosto muito e vejo uma disputa de 5 candidatas onde cada uma ganha uma faixa que se você me perguntar o que ou quem são as outras fica difícil e a própria Miss perde um pouco o encanto, saudade do Miss Ceará com o grande público como o evento merece aliás, o nome é Miss Ceará, né? O concurso onde elege a miss oficial do estado.

T:Quero aproveitar esse momento para me retratar com você, por que não? Falta de comunicação gera muito disse me disse e quero te dizer aqui que nunca tive nada contra você, mas só o que tem é gente para colocar uma contra a outra. Vamos estar juntas no projeto “O Grande Encontro”, fale um pouco sobre solidariedade, por favor.

Y: Meu amor, Tatiana, como lhe disse hoje sou uma nova mulher mais madura e lhe admiro e lhe respeito muito, aliás sempre admirei, eu faço trabalhos sociais a 20 anos e nunca divulguei porque desde que comecei a ganhar meu primeiro dinheiro vi que tem sempre alguém que precisa mais que eu e acho que a maior satisfação da vida é fazer alguém feliz, às vezes um prato de comida salva o dia de quem tem fome, um remédio ajuda quem tem dor e o projeto Yasmin Ravelly juntamente com as crianças faz de mim criança outra vez porque posso dar a elas o que eu não tive e posso junto com elas voltar a ter o coração melhor agora temos que ter cuidado com projetos sociais que não venha a ser uma forma de chamar atenção pois o interesse seria ajudar a quem tá precisando, o projeto da Larissa eu fiz a minha parte pedi as minhas amigas pra ajudarem, me prontifiquei de ajudar porque a menina precisa mesmo e de solução, então fiquei meia afastada, mas se dei minha palavra irei ao evento e farei show e farei divulgação sim, pois graças a Deus, mesmo eu louca, meu público é fiel.

T:Fale um pouco sobre seu começo no mundo transformista, preconceitos, sucessos, seu início de carreira…

Y: Meu começo no mundo …e precisa de dez páginas rs Tatiana posso te dizer que cheguei numa época muito difícil, mas graças a Deus tive uma família que me amparou me aceitando e isso pra mim apagou todas as feridas que foram abertas durante essa minha caminhada cheia de dor. Viveria tudo de novo. Eu fui muito desafiada, mas eu adoro desafios. Sair do Brasil a primeira vez sem saber nem pedir uma comida é difícil, mas passar por cima de todo o sofrimento vivido fora do Brasil e voltar financeiramente bem melhor do que foi não tem preço e retornar para o Brasil vitoriosa é como ganhar na loteria acumulada. Elas contam muito glamour viu, mas a maioria é mentira. Você tem que ser forte para não ter que tirar os pés do chão!

T:Há quanto tempo você fez sua transição de transformista para transex? Por que tomou essa decisão, Yasmin?

Y: Eu sempre fui menina rsrs acho que por isso foi tão difícil na minha época, nossa… o colégio não aceitava e nessa época não tinha socorro não, aos 10 anos me apaixonei por um menino e não poderia encontrá-lo se não fosse usando calcinha porque me dava segurança, aos 13 anos roubei uma roupa da minha irmã e sai de mulher como se fosse um troféu, me exibi no meu bairro todo e aos 14 fugia de noite da minha mãe e descobria as noites já o perigo, o frio e aí fui me tornando a Cinderela do asfalto e ganhando dinheiro, comecei a usar os hormônios e a juntar o das plásticas.

T:O que mais te atrai em um homem: o físico ou o conteúdo? Você está solteira, casado ou enrolada no momento? hehe

Y: Sou casada a seis anos. Nunca estou solteira, mas o mais engraçado é que todos os meus relacionamentos são com homens totalmente diferentes fisicamente, um baixinho, um alto demais, um forte e por aí vai, mas para mim um relacionamento é feito de lealdade e fidelidade, então o conteúdo é bem melhor que o físico. Eu gosto de homens gentis, inteligentes e detalhe, ele já entra na minha vida sabendo de toda a realidade, o problema de muita mona é mentir para os companheiros, uma vida que só conta glamour. Uma real mentira, eu sou logo pé no chão digo até o preço do feijão rsrs então se torna real, mas claro que um bom corpo e alguns atributos a mais fazem bem para pele rsrs

T:Deixe uma mensagem a todos os leitores do Blog e do Onix Dance, por favor!

Y: Obrigada Taty, obrigada ao site e parabéns você está ótima, adorei ver essa mulher renascer em você, amei lhe rever e você voltou ótima um mulherão e meu muito obrigado ao meu público sempre fiel um grande beijo a todos e espero que gostem eu tentei ser eu mesma sincera realista e sonhadora.

Yasmin Ravelly, Miss Gay Ceará